Neste Blog, o Dr. Paulo Branco irá publicar matérias sobre as suas especialidades, além de responder duvidas e interagir com seus leitores e pacientes.
Fique sempre atualizado para saber das melhores e mais inovadoras técnicas para desenvolver seu bem estar e qualidade de vida.
Envie suas dúvidas e perguntas para: paulobranco@terra.com.br

Youtube - Dr. Paulo Branco

Youtube - Série especial de vídeos

sábado, 6 de setembro de 2014

Proctologista: Cirurgias, hemorroida, fistula, fissura, hpv e cisto pilonidal.

Proctologista, indicação da cirurgia para hemorroida, fissura, fístula, Verrugas, cisto pilonidal, outras.



Interatividade: Sempre que o paciente permite eu prefiro fazer a consulta com visibilidade no monitor, porque é uma região muito dificicil de ser visibilidade  e o paciente poderá ter uma comprencao melhor do diagnostico e tratamento.  


Dúvidas: Nos envie a sua.
whtsApp: 11 - 995204135 / 987164052
e.mail: paulobranco@terra.com.br
Facebook: paulobranco
Busque no face:  proctologista.
Site: www. medicinaintegrada.med.br



Proctologista: Dr Paulo Branco



Clinicas:
Proctologista na Lapa:
Fones:
Fixo: 11- 36728943
Móvel: 011 – 986663281

Mônica

















Proctologista na Vila Nova Conceição: 
Fixo: 11-38467973
Móvel: 011- 78317380

Fatima
















Proctologista no centro de São Paulo, na praça da Republica:
Fone: 11-33317016


Renata






















Objetivo:
Dr Paulo Branco faz uma analise critica e comparativa entre os procedimentos cirúrgicos e não cirúrgicos com a finalidade de faze-lo entender o porque da sua prioridade pelos  procedimentos mas simples para tratar as afecções proctologicas. Na minha experiência o principal medo que levou os meus pacientes a retardarem qualquer forma de tratamento das doenças proctologicas foi a fama da recuperação, principalmente das cirurgias. É importante que os pacientes entendam que esse medo só beneficia a doença como as hemorroidas por exemplo que poderão ser tratadas na fase inicial por procedimentos pouco agressivos.



procedimento pouco agressivo.


Comentário: Ao longo dos anos realizando as cirurgias procotologicas semanalmente aprendi que há uma relação direta entre o bom resultado e a simplicidade do procedimento escolhido como forma de tratamento para aquela doença.  


1- HPV:



Use camisinha: Proteja-se



- HPV Anal: Pomadas ou cirurgia?


Vírus:

Dr Paulo Branco: Laser + Microscópio.



Importante: A tecnologia deverá fazer parte das clinicas de proctologia dedicadas ao tratamento das doenças procotologicas. 


Pomadas:
No meu dia a dia no consultório pude atestar, comprovar e entender o quanto os gays e praticantes do sexo anal passivo valorizam em muito a função e a estética anal e os heterossexuais não toleram os efeitos colaterais e o tempo de tratamento com as pomadas, razão pela qual eu não prescrevo as pomadas como forma de tratamento único para pacientes com  múltiplas verrugas e com verrugas dentro do canal anal e reto. Outra experiência muito desagradável que vive foi o grande numero de pacientes que vem a minha clinica com verrugas dentro do reto tratados com pomadas que na minha opinião são difíceis de serem destruídas, leia a estatística abaixo. Se você ler a orientação sobre a forma de usar essas pomadas verá que as mesmas deverão ser usadas de preferencia para as verrugas externas, em numero menores. Recebo estes pacientes e imediatamente realizo uma endoscopia da parte interna do canal anal para detectar e comprovar o insucesso das pomadas para as verrugas intraretais. Acredito que as pomadas poderão ter bom resultado no tratamento das verrugas isoladas e presentes na pele fora do ânus ou associada a cirurgia.   
Comentário: Estudos recentes em pacientes tratadas com pomadas concluíram uma taxa de erradicação das verrugas de HPV de 50% e uma recorrência de até 91%.



Recorrência das verrugas: 97%



Importante: Leia.
Verrugas dentro do reto: Um sério limite das pomadas para o tratamento dessas verrugas.
Verruga dentro do reto:



Cirurgia: As verrugas representam o sintoma do vírus HPV que esta escondido na camada profunda da pele na sua forma assintomática. Eu retiro essas verrugas da pele perianal e mucosa retal com o laser sob anestesia local. Oriento um estilo de vida saudável, evitando ao máximo o estresse que diminui a resistência do organismo contra o vírus  e prescrevo medicamentos que melhoram  a sua resistência contra o vírus e a vacina para diminuir a replicação viral o que diminui a recidiva da doença. A cirurgia tem um resultado imediato para a retirada das verrugas dentro e fora do reto enquanto as pomadas são usadas de uma a duas vezes por dia durante três a quatro dias consecutivos por semanas o que poderá representar muito tempo para alguns pacientes que estão com o seu psicológico muito comprometido.  


Verrugas perianais:

Verrugas pele perianal. 


Comentário: Muitos pacientes orientados pelos seus médicos chegam a minha clinica para retirar as verrugas com o laser e referindo terem realizado o tratamento com pomadas por muito tempo e as verrugas não desapareceram. A analise clinica do local geralmente revela uma pele machucada, endurecida  e com as verrugas. Acho que para as verrugas múltiplas a retirada cirúrgica é a melhor opção pois o tratamento com as pomadas acaba sendo muito dispendioso e demanda muito tempo.



Laser







A Boa noticia: Colposcopia
As mulheres são bem informadas pela mídia e médicos de como diagnosticar, tratar e acompanhar o HPV de colo uterino o que não ocorre com o HPV anal para o qual os pacientes estão totalmente desinformados sendo submetidos tão somente a retirada das verrugas e a sentença do tempo de espera pelo seu reaparecimento. 


Microscópio que uso:



Os nossos pacientes realizam a endoscopia e o exame de Papanicolau para detectar o vírus dentro da pele na fase latente ou assintomática e tentar o tratamento nesta fase da doença antes de virar uma verruga que representa a fase clinica da doença.





Verruga dentro do reto:

Anuscopia Alta resolução:

HPV: Assintomatico.

Comentário: Entenda de uma forma pratica que a colposcopia poderá detectar o hpv nas células da camada profunda da pele chamada epiderme, na forma latente ou assintomatica ou sem verrugas, e ai destrui-los impedindo que o vírus comece a multiplicar as células da epiderme que iram se acumular na superfície da pele formando as verrugas. Então o tratamento das verrugas resolverá a contaminação da superfície e não destruirá os vírus da camada profunda o que justifica os altos índices de retorno ou recidiva da doença.




Associação: Cirurgia x pomadas x medicamentos orais x vacina
Apos a cicatrização dos locais de retirada das verrugas tenho indicado pomadas que dão aos seus anticorpos a chamada memoria imunológica, é como ensinar os seus anticorpos a reconhecer os vírus e destruí-los.
Observação: Nunca use pomada se houverem feridas abertas, nunca.

Pomadas que tenho associado a cirurgia com o laser:
Cuidado: Pelos efeitos colaterais só use essas pomadas, indicada pelo exame microscópico e como complemento da retirada das verrugas com cirurgia a laser e sob orientação de um medico que tenha experiência no tratamento do HPV.

Indico pomadas que estimulam o sistema imunológico contra o vírus;  
como elas atuam:
Inibindo a replicação ou multiplicação das células epidérmicas e desta maneira impedem a proliferação dos vírus que estão dentro destas células e assim protegendo as células não infectadas;





- Ação imunoestimulante por estimular os seus anticorpos a destruir os vírus;
- Estimula o seu sistema imunológico por aumentar a produção do interferon;
- Estimula a produção de citocinas ( interleucinas, alfa 1 interferon e fator de necrose tumoral) que inibem a replicação viral diminuindo e com isso a carga viral;
- Estimula os anticorpos ou linfócitos TCD4/TCD8 e com isso ativa a sua resposta imunológica mediada por células e determina a migração destes anticorpos ativados até o local onde estão as células que contem os vírus, destruindo estas células, ,e o que se chama de MEMORIA IMUNOLOGICA.

Vacina: Esta liberada e tem a finalidade de diminuir a replicação viral. Em mulheres está indicada para meninas que ainda não tiveram contato com o vírus e em homens um estudo feito em 4065 entre 16/26 anos em 18 países comprovou que as vacinas quadrivalentes diminuíam em 90% as lesões genitais externas e foi a base para a aprovação da vacina pela ANVISA no Brasil para se indicada em homens.


Tipos de HPV:


Protocolo: A vacina para o HPV é aplicada em três doses e um mês após a aplicação da terceira dose houve uma soroconversão de 97% para os tipo: 6,11,16,18 do HPV. 




Comentário: E importante você saber que a vacina não trata as verrugas.

- HPV Peniano:


Verruga no corpo do pênis:


Pomada ou cirurgia?
Varias publicações medicas demonstraram uma associação de 30% a 50% do câncer com o HPV principalmente com o tipo 16.
Os principais fatores de risco associado ao câncer peniano são relacionamentos promiscuis, fimose, excesso de pele associados a uma higiene ou limpeza inadequada que foi muito bem documentada em um estudo americano em 592 casos estudados. Na contra mão do tumor está a boa higiene local que diminui a incidência deste.


Verruga de HPV peniano:


Na pratica observei que a maioria dos meus pacientes não tem o habito e nem a paciência que a boa higiene exige para manter o pênis sem as secreções irritantes da glande. Para estes pacientes a cirurgia representa o padrão ouro de tratamento, além do que a  quase totalidade gostou do aspecto estético que também uma importância fundamental.




Minha conclusão: Tenho feito a retirada das verrugas associada a retirada do excesso de pele ou fimose com o laser e sob anestesia local. O excesso de pele criará um meio adequado ao crescimento do HPV. O resultado geralmente é bom e os pacientes retornam mensalmente para um controle.

2- Hemorroidas: E qual a melhor técnica para o seu caso?








Ligadura elástica: Usa anéis de borracha 






Cirurgia a laser:







THD: Usa o Ultrassom




Minipex: Doppler.





PPH: Usa grampos




Grampeador:





- Classificação e tratamento:
De uma forma pratica e para facilitar o seu entendimento vou descrevendo o grau da hemorroida e tratamento indicado na minha clinica:

1- Hemorroida de primeiro grau:



Sintoma: O paciente refere a perda de sangue vermelho vivo, em pequena quantidade que goteja no vaso sanitário ou está presente no papel higiênico. Ocorre geralmente  sem prolapso ou saída da hemorroida pela abertura anal.


Hemorroida  de grau I:



- Tratamento clinico ou anel elástico?
Indico: Tratamento clinico
Inúmeros tratamentos clínicos são empregados e o proctologista deverá escolher o melhor para o seu caso. O tratamento clinico geralmente estará indicado para os pacientes com sintomatologia discreta com grandes períodos de acalmia ou assintomáticos.
O tratamento clinico tem bom resultado nas hemorroidas iniciais com uma dieta rica em fibras ( 30gr/dia ) associada a ingestão de 2l de líquidos /dia, evitar condimentos, álcool em excesso, obesidade, ficar sentado por longos períodos de tempo no computador ou vaso sanitário e prisão de ventre. Pomadas adequadas deveram ser colocadas com aplicador dentro do canal anal. Os pacientes que aderem a comportamentos e estilo de vida saudáveis ficam assintomáticos por longos períodos de tempo e praticamente livre da doença hemorroidária.







2- Hemorroida de segundo grau:
Sintomas: Os pacientes referem saída ou prolapso da hemorroida durante o esforço para evacuar acompanhado ou não de sangramento.





- Tratamento clinico ou anel elástico?
Indico: Clinico e Anel elástico
Eu prefiro começar com o tratamento clinico acima referido e se houver retorno dos sintomas em tempos cada vez mas curtos ou o paciente não se adaptar ao novo estilo de vida de hábitos e comportamentos eu indico o anel elástico que é um procedimento simples, poderá ser feito na clinica, praticamente indolor e que apresenta excelente resultado a curto prazo. O anel elástico estrangula o vaso hemorroidário, ocorre uma isquemia com queda da borrachinha de 7 a 10 dias com uma a duas semanas o local estará totalmente cicatrizado.





Comentário: Não vejo sentido tratar as hemorroidas de segundo grau com qualquer uma das  técnicas acima citadas ( Grampeador, ultrassom e o laser) por serem extremamente caras e apresentarem morbidades e complicações significativas quando comparadas ao anel elástico que quando bem realizado é indolor, feito sem anestesia e com baixos índices de complicações como a dor decorrente da colocação do anel em lugar errado e sangramento por queda precoce do anel. Costumo associar as orientações do tratamento clinico e medicar com substancias chamadas de venotônicas ou que estimulam a drenagem ou esvaziamento das veias retais.

3- Hemorroida de terceiro grau:
Sintomas: Os pacientes referem a saída ou prolapso das hemorroidas pela abertura anal geralmente acompanhado da perda de sangue após as evacuações e alguns referem a perda de um muco e coceira ou prurido na pele perianal. Os pacientes conseguem reduzir ou recolocar as hemorroidas que saíram novamente para dentro do reto.




Tratamento: 
Poderão ser:
- Anel elástico
- PPH (grampeador)
- THD ( Doppler)
-  Laser.




Indições: 
Preferencias: 
1- THD: A minha preferencia no tratamento das hemorroidas de grau III é pelo THD. Os fundamentos do THD, de marsupializar os coxins com os vasos e de reduzir o prolapso justificam o tratamento da hemorroida grau III.


2- Ligadura Elástica:





Detalhes da técnica: O anel elástico é descrito por autores importantes em centros sérios de cirurgia proctologica como a primeira opção para o tratamento das hemorroidas de terceiro grau. Eu tenho reduzido as hemorroidas para dentro do reto  e colocado o anel elástico com resultado muito bom. Antes de colocar os anéis eu peço a estes pacientes que façam força para evacuar e ocorre o prolapso ou saída bem visível dos vasos hemorroidários que deveram ser aprisionados. Eu prefiro colocar os pacientes deitados de lado para a colocação do anel já que a posição de litotomia ( ginecológica) determina um aumento na congestão dos vasos que deverão ser laqueados o que torna o procedimento mas difícil. Eu coloco os anéis e solicito para fazer o mesmo esforço e as hemorroidas prolapsadas não são mas visíveis. Os vasos como os ponteiros de um relógio estão localizados as 11, 7 e 3 hs. Trabalhos médicos randomizados revelaram que, os pacientes tratados de sangramento e prolapso com ligadura elástica, 92% estavam assintomáticos dois anos após o tratamento. Foi observado um índice de retorno das hemorroidas de 10,5% após dez anos.

Novidade: Eu recentemente tenho usado o Doppler para detectar a artéria hemorroidaria e naquele ponto tenho colocado dois aneis elasticos. 

Minha experiência:  Tive os melhores resultados com a ligadura elástica no tratamento das hemorroidas de grau II, porque nas hemorroidas de grau III, há uma congestão vascular maior e o prolapso está proximo a linha denteada ou pectinea que é um ponto que poderá causar dor, se o medico não tiver experiencia e equipamento adequado para colocar os anéis no local exato, estará provavelmente fadado ao insucesso da técnica. 




4- Hemorroida de quarto grau:





Sintomas: São as hemorroidas cujo prolapso ou saída não mas retornará para dentro do reto, nem mesmo com manobras digitais. Os pacientes referem dobras de pele fora da abertura anal que muitas vez dificultam a higiene, causa prurido (coceira)e irritação local.
Indico: tratamento cirúrgico com o laser.

- Tratamento cirúrgico:
Os princípios básicos para o tratamento cirúrgico das hemorroidas de quarto grau, são:
- Que a hemorroida seja sintomática;
Retirada dos mamilos, hemorroidas ou vasos exuberantes;
- Retirada dos plicomas ou pele que formam as saliências fora da abertura anal. Essa pele incomoda profundamente muitos pacientes que algumas vezes eu tive de retiralas com o laser;
- Técnicas cirúrgicas refinadas: Para hemorroidas muito avançadas o bom resultado tem uma relação direta com a associação de técnicas cirúrgicas para que as complicações ( Dor, sangramento, estreitamento e incontinência) sejam evitadas.  




Conclusão: As hemorroidas de quarto grau tem dois componentes, um interno formado pela mucosa e outro externo formado pela pele fora da abertura anal que é denominado de plicoma. A não retirada deste plicoma em pacientes com o grampeador e ultrassom torna o resultado da cirurgia muito frustrante para o paciente que muitas vezes precisará de uma nova cirurgia para a retirada dos plicomas. Alguns trabalhos médicos relataram a superioridade da técnica cirúrgica tradicional que realizo com o laser a longo prazo no retorno da hemorroida e retirada do plicoma que é possível de ser feita em todos os casos. As outras vantagens são o custo, a anestesia que é local e a alta que se da logo após o procedimento. A cirurgia convencional que realizo com o laser representa o padrão ouro para o tratamento das hemorroidas de quarto grau.

- Combinação do anel com a cirurgia:
Muitos cirurgiões tratam as hemorroidas de quarto grau combinando a ligadura elástica para apreensão e tratamento do componente mucoso e a cirurgia para retirada da pele ou plicoma. Realizei esta combinação em alguns casos e os resultados foram muitos bons, com menos dor e cicatrização mas precoce.

Comentário: Apesar de existirem varias formas e modalidades de tratamento para as hemorroidas a cirurgia é a única capaz de promover a erradicação de forma permanente de todo o tecido hemorroidário com possibilidade de retorno inferior a 3%, deixando os pacientes livres dos sintomas para sempre.

3- Fistulas:
Tratamentos: Fistulectomia fistulotomia x ou cola?
Indico: Fistulectomia que é a retirada cirúrgica completa da fistula é a única   forma rápida, com baixa morbidade ou complicações que existe no momento e que permite ao  paciente que não tolera ou suporta mas a dor e drenagem de secreção uma forma de tratamento definitivo.
E crucial para o bom resultado do tratamento cirúrgico das fistulas que o cirurgião retire a mesma de forma completa, isto é os dois orifícios, interno onde começa a doença, o trajeto e o externo presente na nadega através do qual drenam as secreções.
Eu recebo muitos e-mail e já reoperei muitos pacientes que foram encaminhados para a minha clinica referindo ter colocado a cola ou realizada somente a drenagem chamada de fistulotomia. A drenagem de secreção e a dor, são sintomas que geralmente indicam o retorno da fistula. Na realidade os pacientes já saíram da cirurgia anterior com uma fistula parcialmente retirada e formada pela metade do trajeto e orifício interno a partir do qual se forma uma nova fistula que crescerá na direção da nadega. Essa  cirurgia incompleta somente será resolvida por um planejamento cirúrgico sério e bem conduzido para o estudo e reconhecimento deste trajeto deixado pelo cirurgião e um bom apoio emocional antes e após a cirurgia conduziram a cura proporcionada por um novo procedimento cirúrgico.
Comentário: A fistula perianal é uma infecção que tem um orifício interno através do qual entram as fezes e que poderão formar um abscesso ou manter um trajeto fistuloso. Os procedimentos como a cola ou somente a sua abertura poderão resolver mas a muito longo prazo o que poderá ser extremamente penoso para os pacientes. Eu prefiro retira-la sob anestesia local e as vezes sedação para deixa-lo curado em definitivo.

ComentárioNão faço os outros procedimentos por achar que se leva muito tempo para se chegar a conclusão que não funcionou o que é uma eternidade para os pacientes com fistula que me ligam ou pela internet narrando as suas historias clinicas.

4- Fissura Anal:
Quando tratar com:
Pomada x Botox ou cirurgia?
Informação importante: Entenda que qualquer dos tipo acima citados para tratamento da fissura anal aguda ou crônica tem como objetivo diminuir a pressão do musculo formador do esfíncter anal que está elevada, precisando ser diminuída para que a fissura cicatrize. então tire as suas conclusões:

Tratamento clinico:
Esta indicado para o tratamento das fissuras agudas:
Tenho tratado com analgésicos e antiinflamatorios administrados pela via oral associado ao uso local de pomadas ou cremes aplicados diretamente sobre a região da fissura. Essas pomadas contem substancias que liberam um neurotransmissor responsável pelo relaxamento do musculo esfíncter anal. Essas pomadas são de manipulação.
Meus resultados:
Pomadas:
- Efeitos colaterais principais:
Dor de cabeça e tonturas ocorreram em cerca de 25% dos pacientes acompanhada de elevação da pressão arterial que foi resolvida diminuindo o numero de vezes na administração ou mesmo suspenção do medicamento. Alguns pacientes eu não consegui mante-los sem os efeitos colaterais. Para esses casos, na maioria pacientes jovens,  diante da dor intensa e sangramento indiquei o tratamento cirúrgico com o laser com bom resultado.
- Cicatrização da fissura:
Eu sempre peço paciência para os meus pacientes que optam pelo tratamento clinico da fissura anal com as pomadas acima referidas, já que a cicatrização ocorrerá entre dois a três meses em 55% dos casos de fissura aguda, 24% das formas crônicas e em cerca de 20% das fissuras que aparecem após a cirurgia para o tratamento de hemorroidas, chamadas de residuais e envolvendo uma mudança no estilo de vida e na alimentação que passara a ter fibras ( 30gr/dia ) e medicamentos com efeitos colaterais. O retorno ou recidiva da fissura após o tratamento clinico foi de 30% dos casos.

Botox:
- A toxina é injetada dentro do musculo esfíncter anal causando uma desnervação temporária que dura de 3 a 6 meses. As desvantagens com a aplicação da  toxina foram o seu custo elevado e o efeito temporário. As vantagens foram de poder aplicar na propia clinica e o alivio da dor obtido já na primeira semana após a aplicação da toxina.
- Resultado: Apesar da melhora imediata da dor ( 70%), um pequeno numero de pacientes (30%)apresentaram cicatrização total da fissura.
- Efeitos colaterais: Trombose perianal ( cerca de 19% ), incontinência anal transitória ( 6%) e desenvolver anticorpos contra a toxina ( 10%).

Comentário: A aplicação  realmente é  simples, feita na clinica e a quantidade  varia entre 10UI a 40UI aplicadas em cada  quadrantes. Muitos pacientes tiveram o retorno dos sintomas em 3 meses e para esses eu associei a pomada ou mesmo realizei a cirurgia sob anestesia local. Sinceramente eu acho que a toxina poderá ser uma segunda alternativa para os pacientes tratados com as pomadas em outras clinicas que não a minha, pois acho uma perda de tempo e de dinheiro. Eu prefiro a alternativa cirúrgica que é simples e os resultados são muito melhores a longo prazo.

- Cirurgia:
Quem trabalha no dia a dia com pacientes diagnosticados com fissura anal sabe que a dor é insuportável, principalmente na forma crônica onde esse sofrimento já vem de longa data. Sinceramente para os pacientes jovens que não se adaptam as mudanças no estilo de vida comportamental e alimentar e que não respondem ao uso das pomadas, eu tenho feito a cirurgia que consiste em diminuir a pressão do musculo esfíncter anal, com acesso por fora da abertura anal o que gera um pós-operatório com menos dor, O procedimento eu realizo sob anestesia local e com o laser. A melhora da dor ocorre de imediato e os pacientes referem um alivio nas evacuações.
Comentário: Os meus pacientes operados de fissura anal recebem um guia que contem todas as orientações pós-operatórias, como uma alimentação rica em fibras para que se formem fezes macias que não mas agridam o canal anal.
- Resultado:
A recidiva ou retorno da fissura ocorreu entre 1% a 6% em varias publicações medicas e na minha experiência ficou em torno dos 2%.
- Complicações descritas:
Trombose: 1%
Hemorragia: 1%
Abscesso: 1%
Fistula perianal: 1%
Incontinência:
Gases: 1% a 15%
Fezes: 1 a 5%
Comentário: Na minha experiência um pequeno numero de pacientes teve incontinência a gases que durou cerca de 15 a 30 dias e curou espontaneamente. Eu falo para os meus pacientes submetidos não só a cirurgia de fissura mas a demais que a cirurgia altera a fisiologia local e compromete estruturas anatômicas responsáveis pela continência anal, mas essa será temporária e desaparecera com o processo de desinflamação e cicatrização.

5- Cisto Pilonidal:
Cirurgia: Aberta ou fechada?
As duas técnicas representam no momento as duas formas de tratamento cirúrgico para essa doença, porem sempre eu escrevo que se um dia fosse operado deste cisto eu pedirei para que o cirurgião faça a técnica fechada porque o tempo de cicatrização é bem mas curto que a técnica aberta. Na técnica fechada tenho usado fios e técnica cirúrgica adequados, antibióticos que começará a ser tomado antes e acabará depois e os meus pacientes sempre fazem alguns dias antes a depilação dos pelos em uma área de segurança na volta do cisto. Já acompanhei pacientes que foram submetidos a cirurgia em que a ferida cirúrgica foi deixada aberta, cicatriza mas na pratica para o paciente, na sua visão e sentimento demora muito tempo. Nos pacientes que acompanhei haviam muitos pelos já entrando na ferida o que poderá determinar o aparecimento de novo cisto. A localização da ferida, o diâmetro, profundidade e principalmente a drenagem de secreções que se não for isolada por curativos adequados manchará a roupa o que constrangedor e acaba deixando o paciente na sua casa e longe do seu trabalho.

Conclusão: No meu protocolo a cirurgia é feita com o laser, sob anestesia local, o que representa diminuição dos custos, depilação da pele na volta do cisto com laser e antibioticoterapia. 

6- Dor anal em queimação:
Pomadas tradicionais ou fisioterapia?
Muitos pacientes sofrem com uma ardência e dor anal que acomete muito as pessoas que ficam muito tempo sentadas no trabalho. Esses pacientes chegam ao meu consultório com todos os exames normais, de sangue, colonoscopia, radiológicos e já usaram no local todas as pomadas para hemorroida, fissura sem resultado. Essa dor geralmente nestes pacientes é causada por uma inflamação dos tendões que estão na volta do reto associado ou não a hipertonia ou aumento da pressão do musculo formador do esfíncter anal. Esses pacientes geralmente tem um componente emocional importante associado a inflamação dos tendões  e espasmo dos músculos perineais. O diagnostico é difícil, quase de exclusão e o medico tem de lembrar destas doenças para uma confirmação através de exames específicos e pelo toque. Eu tenho confirmado geralmente pelo toque nos tendões inflamados. O tratamento será feito pela associação da fisioterapia que tem exercícios e técnicas de fisioterapias especificas como a eletroterapia e o Biofeedback associadas a enemas específicos que prescrevo  para o tratamento da dor anal. A colaboração do paciente representa metade do sucesso do tratamento que na quase totalidade dos casos passa por mudanças de hábitos e comportamentos, inclusive no trabalho.

Comentário: Geralmente esses pacientes não sabem a que mas recorrer, pois os exames estão todos normais e os tratamento não surtiram efeito. São doenças complexas no diagnostico e tratamento e exigem experiência e lembrança por parte do medico de lembrar da existência para realizar o tratamento adequado.

7- Incontinência anal:
Qual o Tratamento ideal: único ou combinado?
- Formas de tratamento: Clinico x hormonal x preenchimento ou cirurgia?
A incontinência anal que é um problema medico com imensa repercussão social e econômica, significa a eliminação involuntária do conteúdo retal, que poderá ser gases, secreções e mesmo fezes consequentes a cirurgias,  traumatismos, praticas sexuais inadequadas, deficiência hormonal, envelhecimento e o prolapso ou saída do reto frequente nos idosos. A incidência exata da incontinência na população é difícil de se esclarecida pela fato de ser uma situação constrangedora e geralmente omitida pelas pessoas.



- Escolhendo a forma de tratamento:
São importantes:
1- Exames: Sempre que estou diante de um pacientes com esta afecção, procuro saber com detalhes a sua historia clinica que rapidamente me levará a exames específicos e tratamentos adequados. Os exames eu peço para confirmar o que sugere a história clinica e para estes casos de estudar a função e a integridade dos músculos responsáveis pela continência anal e com essas informações ficará mas fácil para escolher o tratamento adequado para aquele caso.
2- Classificar a o grau da incontinência:
Leve: Mudança para uma dieta formadora de um bolo fecal consistente com uma alimentação rica em fibras associada a ingestão de líquidos.

Moderada:
Medicamentos: Tratamento com a dieta acima referida associada a medicamentos que atuaram sobre a flora dos microorganismos intestinais, formadores de bolo fecal macio e uniforme, pomadas locais e medicamentos pela via oral que aumentam a pressão do esfíncter anal e ao mesmo tempo diminuem a secreção de líquidos pela mucosa do reto, que regularizam o esvaziamento intestinal e ansiolíticos e antidepressivos.

Tratamento clinico: Resumo
1- Dieta:
- Fibras: Deveram ser ingeridas cerca de 30gr / dia na forma de suplementos ou alimentação.


2- Medicamentos:
-     Antidiarreicos
-     Reposição hormonal
3- Regularizadores intestinais:
- Enemas
- Medicamentos retais par fezes endurecidas
4- Exercícios: Relaxamento dos músculos perineais
5- Fisioterapia:
- Eletroterapia
- Biofeedback

Intensa:
Cirurgia: Geralmente indicada para os casos de incontinência consequentes a cirurgias proctologicas, obstétricas e por praticas sexuais inadequadas com ruptura do esfíncter anal. A cirurgia consiste em suturar o musculo seccionado com técnica adequada as vezes associada a reaproximação dos músculos formadores do períneo.
Prolapso de reto:
Os pacientes idosos com prolapso ou saída do reto eu tenho feito o fechamento da abertura anal com tela ou prótese que tem um excelente resultado para estes pacientes pelos baixos índices de complicações e retorno a uma qualidade de vida ideal.

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Proctologista: As 100 duvidas das mulheres.

As 100 dúvidas enviadas pelas mulheres, para o proctologista, Dr. Paulo Branco, com ilustrações  e comentários:

Marry: Minha paixão.












Duvidas: Me envie a sua.
whasApp/Viber: 99520-4135 / 98716-4052
e-mail. paulobranco@terra.com.br



Mulher: Vaidosa sempre.











Clinicas:
Proctologista no bairro da Lapa, São Paulo:
Fixo: 11 - 3672-8943
Móvel/whtasApp:  11 - 986663281


Mônica











Proctologista no bairro da Vila Nova Conceição, São Paulo:
Fixo: 11- 38467973
Móvel: 11 - 9912-2513

Fatima












Proctologista no Centro de São Paulo, na Praça da Republica:
Fixo: 11 - 3331-7016
Móvel: 11 - 98415-2089


Renata












Perguntas e respostas:
1-Qual o melhor momento para se fazer a vacina contra o HPV?

Vacina:

Resposta: Quanto mas cedo melhor. As mulheres e de uma forma geral se aceita apenas quem tem vida sexual ativa deverá ser vacinado. Eu entendo de forma contraria e as pessoas devem ser vacinadas antes da iniciação sexual que segundo uma pesquisa brasileira concluiu  que há 10 anos atrás 11% das relações sexuais ocorreram antes dos 15 anos e no momento passou para 32%. Baseado nestas informações da sociedade brasileira de pediatria e a FDA (Agencia americana que regula drogas e alimentos) passaram a recomendar a vacina a partir dos 9 anos.

2- Doutor sou mãe e gostaria de saber se a vacina é só para as meninas?
Resposta: Os meninos deveram também serem vacinados principalmente pela relação do HPV com o aparecimento de alguns tipos de câncer, como o peniano por exemplo.

3- Como os pais deveram orientar?
Resposta: Muitos pais não incentivam a vacina por não terem este tipo de dialogo e pelo medo de estimular uma vida sexual precoce. Acho um engano diante dos dados estatísticos da iniciação sexual de meninos e meninas. Os pais que tomam esta atitude estão sendo incoerentes com a realidade.


4- A vacina já tem na rede publica?
Resposta: Não tem pelo alto custo que é o fator limitante. Alguns hospitais estão incentivando a vacinação que foi feita em 1500 crianças com idade entre 12 a 14 anos com 85% de aceitação.

5- Tenho verrugas vaginal e perianal, posso tratar simultaneamente?
Resposta: Poderá e nestes casos eu primeiro retiro as verrugas na vagina ( Grandes e pequenos lábios e no canal vaginal ) e posteriormente as verrugas anais. Essa sequencia é para evitar infecção vaginal.

Verruga: vaginal + perinal. 


Laser: Retirada das verrugas.

Acompanhamento: Microscópio.






6 – Existe Papanicolau para a região anal como exame preventivo do HPV e câncer do ânus?
Resposta: O câncer de ânus tem baixa incidência, estima-se que tenha uma incidência de 4% quando se considera os tumores do sistema digestório e tem uma incidência maior no tabagista, HIV e com a infecção pelo HPV. O papanicolau que é um exame citológico que poderá ser feito com a ajuda do anuscopio para  detectar das alterações celulares ( Displasia) iniciais até o câncer.



Comentário: Tenho feito a técnica de coloração no intraoperatorio com corante especifico para detectar o DNA viral. As áreas coradas poderão conter o hpv e deveram ser fulguradas.

7- Tive verrugas anais e retirei duas vezes, comecei a ter coceira e perda de secreção anal como proceder?
Resposta: Você deve investigar a parte interna do canal anal e reto pois os sintomas referidos, coceira e secreção são sintomas gerados pelo HPV. Eu sempre faço uma endoscopia do reto e as vezes um teste de coloração para detectar o DNA viral. Os casos que eu operei e que tinham verrugas dentro do reto no tratamento anterior os cuidados acima referidos não foram feitos ou os pacientes foram orientados a usaram pomadas que só tratam as verrugas fora do ânus.

Verrugas dentro do reto:

Comentário: Eu nunca oriento as minhas pacientes a usarem pomadas para o HPV dentro do ânus ou reto. Você poderá ter varias verrugas e a pomada deverá ser usada somente sobre a verruga o que eu acho impossível dentro do reto. Verrugas dentro do canal anal e reto deveram ser retiradas de forma individualizada o que eu acho mas fácil de fazer com o laser.

8- O meu exame de Papanicolau deu positivo para hpv e me examinando percebi umas bolinhas na região perianal, pode ser hpv?
Resposta: As bolinhas na região perianal poderão ser pólipos, foliculite e o HPV e cada uma tem uma característica quando palpada pelo exame clinico que será necessário para um diagnostico de certeza e tratamento adequado.


Verruguinhas na região perianal:

9- O meu medico diagnosticou hpv dentro e fora do ânus e me indicou uma pomada que machuca muito  a pele e a região anal. Existe outra forma de tratamento?
Resposta: Eu sou contra o uso de pomadas para tratamento do HPV que se apresenta como múltiplas verrugas e dentro do canal anal e reto. A pomada deverá de preferência ser colocada sobre as verrugas que no seu caso são múltiplas, muito próximas e para piorar dentro do reto. Como você irá colocar a pomada somente sobre as verrugas dentro do reto. Tive pacientes que além de não suportarem a dor tiveram a estética da região comprometida pela cicatrização. A minha conduta é retirar as verrugas com o laser em uma ou mesmo duas sessões, associada a uso de medicamento local que atuam diminuindo a carga viral e oral que estimulem a sua imunologia contra o HPV. Essa cirurgia tem que ter o bom senso pelo medico de obter primeiro um bom resultado orgânico e depois o estético por se tratar geralmente de mulheres jovens que consideram de grande importância a região como parte de sua vida sexual.


HPV: Dentro do reto.
HPV: Pele perianal: 

Tratamento na minha clinica:


Aumento dos Anticorpos: 
Anticorpo ( azul) fagocitando a bactéria( amarelo).
Laser:

Acompanhamento:

Anuscopia de Alta Resolução:


10- Tratei de verrugas dentro do anus e li que há uma relação destas com o câncer, como posso fazer a prevenção?
Resposta: O hpv representa um dos fatores de risco para o câncer de anus. Uma endoscopia do ânus chamada anuscopia deverá ser feita pelo menos de uma a duas vezes por ano e áreas suspeitas poderão ser biopsiadas.


Anuscopia de Alta Resolução:
Anuscopia de Alta Resolução com coloração:



Comentário: Na minha experiência a maioria dos pacientes examina somente a pele perianal e o inicio do canal anal e chegam ao consultório referindo coceira intensa e perda de secreção anal que são sintomas do HPV e tendo uma vida sexual normal. Já tive casos que o parceiro  foi ao consultório com as verruga que posteriormente realizei a anuscopia e comprovei as verrugas dentro do canal anal e reto.

11- A camisinha protege  cem por cento contra o hpv?
Resposta: A transmissão do HPV se da pelo contato direto com a pele infectada durante a relação sexual e mesmo nas preliminares. A camisinha masculina não protege totalmente as regiões da base do pênis, púbis e bolça escrotal e a feminina não teve uma aceitação pelas mulheres, portanto essas regiões não cobertas pelo preservativo poderão transmitir o vírus.


Regiões desprotegidas: Dê aquela inspecionada.

Verruga na base do pênis:
Verrugas na região pubiana:


12- Nas primeiras vezes transei sem camisinha com o meu namorado até me falar que já tratou de hpv no pênis. Quanto tempo leva para a  doença se manifestar?


Ta na dúvida: Camisinha nele.

Resposta: Parta do principio de que esta doença não tem cura. Segundo considere a sinceridade do seu namorado que referiu já ter tratado as verrugas e que no momento não tem sintomas do HPV. Terceiro a de se elogiar a maturidade e honestidade do dialogo do casal sobre a doença o que torna as coisas mas fáceis no dia a dia. O tempo de incubação do vírus poderá durar de 2 a 8 meses e a principal expressão clinica da doença é o aparecimento das verrugas.


13- Doutor o meu namorado teve uma verruga no pênis e tem um excesso de pele que foi orientado pelo medico a retira-la pelo risco maior da doença voltar. O senhor concorda com esta conduta, a cirurgia realmente é necessária?

Capacete amigo do HPV: 

Resposta: A pele cria um meio favorável a replicação do vírus o que poderá aumentar as chances de recidiva da doença nestes pacientes, alem do que a retirada do excesso de pele que contem os vírus atuará diminuindo a carga viral local. A cirurgia é relativamente simples e eu faço com o laser sob anestesia local. 

Comentário: Muitos pacientes não gostam do aspecto estético da glande sem a pele, o medico deverá ouvir o paciente. 

14- Posso contrair o hpv pelo sexo oral?

HPV: Oral ( manchas brancas).

Resposta: É possível porem menos frequente porque a concentração ou numero de vírus na boca geralmente não é suficiente para a transmissão da doença. Não vale a pena correr o risco e para ficar tranquila principalmente nas relações (tesão)de ultima hora faça o sexo oral sempre de camisinha.
Comentário: O tipo de sexo mas prazeroso para os homens é o oral pela sucção, temperatura da boca e pelo domínio que tem da situação. A camisinha é broxante para muitos homens que referem diminuição da sensibilidade peniana, do libido, ereção e prazer. Cuidado porque as DST podem se aproveitar desta  situação, fique esperta.

15- Costumo me masturbar usando  brinquedos eróticos, esses podem transmitir o hpv?
Resposta: Os brinquedos eróticos ou dildos podem transmitir DST, principalmente se não for o seu. Para evitar coloque sempre camisinha nos seus brinquedos eróticos durante a pratica do sexo anal porque o brinquedo poderá está sob o controle do seu parceiro e haver o risco da  contaminação vaginal, por isso antes de variar a penetração lave com agua e sabonete ou troque o capacete do seu brinquedo.





16- Doutor gosto muito da pratica do anilingus, queria saber dos riscos de adquirir uma DST?
Resposta: O anilingus que significa tocar o ânus com a língua tem a finalidade de relaxamento do esfíncter anal como preparativo para o sexo anal. Essa pratica poderá ser um veiculo de transmissão de bactérias, vírus e parasitas que estão presentes no ânus e reto.




Risco de contrair: Hepatite A, hepatite C,  Clamídia , parasitose intestinal, HPV, gonorreia e herpes. Um outro cuidado importante é o risco de após a pratica do anilingus fazer o sexo oral no qual poderá haver contato da língua com o orifício da uretra e contaminação desta por uma bactéria de nome Escherichia Coli. O HIV / AIDS não será fácil de ser transmitido por essa via, mas especialistas afirmam ser possível.

17- Doutor sou portadora do HIV e já trato a um tempo do HPV e sempre volta, tem alguma forma de diminuir as chances de recidiva da doença?


Pomadas: Aumentam os anticorpos.
Resposta: A recidiva do hpv é maior nos pacientes soropositivos para HIV pela diminuição da sua resistência orgânica. Procure manter as suas taxas de anticorpos CD4 / CD8 dentro dos limites normais.

18- Olá Dr. Paulo. Tive HPV na pele perianal e interno. O médico tratou com aplicação de ácido e uso de pomada proctologica. Agora meu ânus ficou escuro externamente, a mucosa ficou muito sensível como se estivesse fina. Além disso tenho dificuldade para evacuar. Estou muito temerosa com relação a minha futura vida sexual, o que devo fazer?
Resposta: Sempre falo nas minhas colunas e site que não indico o uso de qualquer forma de pomada ou ácido para tratamento das verrugas fora ou dentro do ânus. Casos como o seu eu faço uma endoscopia do ânus e reto  para confirmar ou afastar o diagnostico do estreitamento e analisar o estado da mucosa. A complicação mais temida nos tratamentos como o seu, é o estreitamento anal, que deverá ser investigado pelo toque retal, através deste eu já tenho uma nocao se tem o estreitamento e se este é cicatricial ou por contração ou espasmo do músculo esfincter interno do anus, com esta informação o tratamento ideal para o seu caso será instituido.  





19- O meu exame de papanicolau deu positivo e o meu marido apresentou verrugas perianais. Existe a possibilidade de contaminação pela secreção vaginal?
Resposta: Durante a relação sexual a secreção vaginal poderá escorrer para a região anal e perineal e você contrair a doença. Na pratica clinica essa possibilidade de contaminação é muito pequena.


HPV: Migração.



20- Tenho umas pelinhas que me deixam envergonhada  na hora da relação, o que são e qual a forma de tratamento definitiva?

Pelinha
Demarcada:
Retirada: Laser

Resposta: As mulheres e o publico gay são os que mas sofrem com estas pelhinhas que são chamadas de plicoma e que comprometem a estética anal. O procedimento é relativamente simples e eu retiro as pelinhas com o laser sob anestesia local com bom resultado estético e funcional.

21- Doutor a algum tempo não consigo fazer a higiene da pele perianal devido a existência de uma pequena pele . O que posso fazer?
Resposta: A pele por você referida é chamada em medicina de plicoma e diagnosticada como uma hemorroida externa crônica porque abaixo dela há um pequeno vaso que se você já percebeu se ingurgita estufando a pele. Esta pele muitas vezes retém resíduos fecais na sua superfície dando coceira e irritação chamada de dermatite. A única forma de tratamento é a retirada cirúrgica que eu faço com o laser sob anestesia local.

22- Estou com uma coceira intensa acompanhada de uma vermelhidão no bordo da abertura anal, o que poderia ser e como tratar?
Resposta: A coceira poderá ter varias causas, as mais frequentes na minha experiência foi a dermatite de contato, a infecção da pele por cândida e a hemorroida. O exame clinico e se necessário o endoscópico confirmaram uma dessas causas e será indicado a melhor forma de tratamento.




23- De uma hora para a outra apareceu uma bolinha endurecida, dolorida no meu ânus, o que poderia ser?
Resposta: A bolinha dura referida possivelmente é uma hemorroida trombosada. A hemorroida é um vaso e no seu interior tem sangue, aconteceu que este sangue coagulou dentro do vaso. O tratamento inicial deverá ser com medicamentos e este trombo poderá ser absorvido ou eliminado pelo organismo. Você terá de ter paciência porque é um processo lento. Se o trombo não desaparecer esta indicado o tratamento cirúrgico que eu faço sob anestesia local e consistirá na retirada do trombo e do vaso doente. A sua alimentação deverá conter fibras formadoras de fezes macias associada a ingestão de água.

24- Quando faço força para evacuar sai uma bola, amolecida de coloração vinhosa e as vezes com sangramento, será hemorroida?
Resposta: O diagnostico mas provável é uma hemorroida interna que prolapsa ou exterioriza principalmente nos pacientes que fazem força para evacuar consequente a uma alimentação pobre em fibras e ingestão de pouca água.
Essas hemorroidas eu tenho tratado na própria clinica colocando um pequeno anel de borracha através de um endoscópio na base do vaso hemorroidário que seca em torno de 7 dias. É um procedimento que se bem indicado e feito é praticamente indolor e apresenta bons resultados.
Comentário: A grande vantagem da ligadura elástica ao meu ver é o de evitar que a hemorroida cresça, saia totalmente e se torne cirúrgica. Já tive pacientes que não quiseram fazer a ligadura elástica e posteriormente tive de realizar a cirurgia porque quando a hemorroida se encontra totalmente fora a pele faz parte da doença e nunca se coloca o anel onde há pele.

25- Sofro de intestino preso e quando  vou evacuar toda a circunferência da abertura anal fica ingurgitada, o que pode ser?
Resposta: Esse ingurgitamento geralmente em toda a circunferência anal presente nos esforços que você faz para evacuar são hemorroidas interna. Esses pacientes melhoram com mudanças na alimentação através de uma  reeducação alimentar com 30g de fibras por dia o que equivale a 30% de salada no seu prato diário, associada a ingestão de 2l de líquidos por dia. Evite hábitos como ficar sentado em frente ao seu computador por longos períodos de tempo.

26- Sexo anal causa hemorroida?
Resposta: O sexo anal não causa hemorroida, porém se você tem e esta com sintomas como  ardência e sangramento evite porque pode piorar.

27- A hemorroida poderá aumentar com a pratica do sexo anal?
Resposta: Poderá piorar os sintomas de uma fase aguda porem o grau ou tamanho não altera em nada.

28-Tenho o diagnostico de proctite, posso praticar o sexo anal?
Resposta: A proctite é uma inflamação das glândulas anais. Geralmente é consequente a uma lubrificação insuficiente do pênis e do canal anal determinando um traumatismo e inflamação das glândulas anais. Se você tem uma proctite sintomática não deverá fazer o sexo anal. Casos como o seu eu faço uma analise endoscópica detalhada para comprovar o aumento das glândulas e trato com medicamentos específicos.

29- Tenho uma cirurgia marcada de hemorroida interna de quarto grau pelo método convencional qual seria a principal complicação desta cirurgia?
Resposta: A hemorroida de quarto grau poderá ter como principal complicação o estreitamento anal pela cicatrização. Eu procuro desenhar antes a área da hemorroida que será retirada e procurar deixar entre as hemorroidas retiradas uma área de tecido sadio para que não haja o risco do estreitamento anal.



30- Tenho sangramento constante por hemorroidas internas de segundo grau, já realizei tratamento com dieta rica em fibras, ingestão de água, medicamentos de uso local e oral. A cirurgia esta indicada para o meu caso?
Resposta: Casos como o seu eu prefiro secar as hemorroidas com  pequenos anéis de borracha colocados na base dos vasos hemorroidários que secam entre  2 a 7 dias e os anéis são eliminados sem sintomas. Voce ganhará uma apostila com todos os cuidados de alimentação e comportamentais para evitar o retorno das hemorroidas.

31- A ligadura elástica esta indicada para hemorroidas de quarto grau?
Resposta: A ligadura elástica está no máximo indicada para as hemorroidas internas de terceiro grau, para qual o medico deverá ter uma experiência muito grande com o método para manter as hemorroidas dentro do reto e em local adequado colocar as borrachas. Não aconselho medicos sem experiência a fazerem este método como forma de tratamento para as hemorroidas de terceiro grau.

32- A hemorroida pode se transformar em um câncer?
Resposta: As hemorroidas são vasos que dilatam e poderão inflamar e da sintomas como o sangramento. Para se transformar em câncer tem de haver tecido que não é o caso das hemorroidas que são vasos.

33- Tenho o habito de limpar varias vezes a região anal, perianal e perineal, posso ter algum problema?
Resposta: A pele do corpo humano é protegida por uma camada de gordura que atua como uma membrana isolante da contaminação do meio ambiente. Essa camada em particular na região perianal que tem contato com as fezes uma importância impar para evitar a dermatite infecciosa. Você ao praticar a limpeza como refere retira esta película protetora e terá a região exposta a infecções. Escrevi um guia de cuidados com a região para evitar esta forma de comportamento.

34- Realizo a ducha e mesmo lavagem antes da relação anal e as vezes elimino secreção na hora da relação, o que posso fazer pois é extremamente desagradável?
Resposta: Você deverá limpar somente o reto e para este fim injete pequenos volumes sob baixa pressão de líquidos adequados e vendidos em farmácias no reto. Geralmente você poderá fazer esta limpeza de 2 a 3 hs antes da relação.

Comentário: Muitos pacientes usam volumes para limpar todo o intestino e o que acontece é que o liquido sobe para o intestino e na hora da relação a própria excitação determinará contrações intestinais com eliminação de secreções e mesmo fezes o que será extremamente desagradável para o ativo e passivo.

35- Fui consultada por vários médicos proctologistas por apresentar dor e sangramento anal. Realizei colonoscopia que indicou hemorroidas internas e não diagnosticou a fissura anal. Realizei uma anuscopia que detectou a fissura anal. Tratei com varias pomadas para hemorroida sem melhora do quadro. Na sua experiência qual a melhor forma de tratamento para casos como  meu?
Desculpe pelo tamanho do texto
Resposta: A colonoscopia como tem uma visão frontal muitas vezes não detecta as pequenas fissuras que serão diagnosticadas pela anuscopia. A pomada para fissura anal que funciona tem que conter uma substancia que atua diminuindo a pressão do musculo esfíncter anal que é a causa da doença. Geralmente eu prescrevo junto com essa substancia outras com ação cicatrizante e antiinflamatória.

36- Me apareceram varias bolinhas vermelhas na região perianal e grandes lábios da vagina. Tratei passando varias pomadas sem resultado, o que poderá ser e qual a forma de tratamento?
Resposta: As Bolinhas vermelhas referidas poderão ser uma DST chamada Molusco contagioso, cujo tratamento é a retirada com cauterização. Você deverá procurar um medico para uma confirmação diagnostica.

37- Tenho uma ardência e dor na região anal que piora muito quando estou sentada e as vezes me levanto a noite com uma dor intensa. Fui a dois proctologistas que acharam que não era nada. Estou muito preocupada pois ninguém me da uma luz para o diagnostico e tratamento?
Resposta: Os sintomas por você referidos poderão ser de uma tendinite perianal. O diagnostico é difícil e deverá ser feito pelo toque dos tendões perianais. O tratamento é fisioterápico, com medicamentos antitinflamatorios na forma de enema e para casos resistentes eu precisei fazer a injeção de substancia antiinflamatoria no local.

38- Tenho dor e drenagem de secreção amarelada por um pequeno orifício ao lado da abertura anal, o que poderá ser?
Resposta: O orifício referido possivelmente é de uma fístula que é uma doença composta por um orifício interno, um trajeto e um orifício externo por você referido. Casos como o seu eu geralmente consigo palpar o trajeto da fistula e pela palpação detectar a saída de secreção pelos orifícios externo e interno. Somente a cirurgia cura a fístula que eu tenho feito com o laser sob anestesia local e sedação.

39- Fui operada há 01 ano de uma fistula perianal e continuo com drenagem de secreção pelo mesmo lugar o que pode está acontecendo?
Resposta: Possivelmente você ainda tem a fistula. Os pacientes que foram operados por outros médicos e que eu reoperei a causa principal de retorno da fistula foi a sua retirada parcial. Após confirmação diagnostica eu cateterizei a metade da fistula não retirada e retirei com o laser sob anestesia local e sedação.

Comentário: Eu tenho um guia metálico que me permite cateterizar toda a fistula, exterioriza-la  e retira-la sem lesão muscular.

40- De repente me apareceu uma bola extremamente dolorida ao lado da abertura anal que foi diagnosticada como abscesso perianal que foi drenado. No momento estou bem clinicamente, porem o que poderá acontecer?
Responder: Você drenou um abscesso perianal. O inicio foi uma infecção em uma glândula dentro do ânus pelas bactérias das fezes que cresceu virou um abcesso que foi drenado pelo cirurgião na nadega. O que ficou foi uma fistula que poderá fechar ou permanecer aberta, se a segunda opção acontecer somente a retirada cirúrgica resolverá.

41- Os pelos da região perianal e a cor escura me incomodam. Qual a melhor forma de depilação e clareamento para a região perianal?
Responder: A melhor depilação é com o laser. Os pelos da região perianal são mas resistentes por isso o nosso protocolo são três sessões com um intervalo de 30 dias. Nesse intervalo você usará formulas de manipulação para o clareamento da pele perianal.

42- Tenho fissura anal crônica e não queria fazer cirurgia. Li no seu site que a toxina botulínica é uma forma de tratamento e poderá ser usada no meu caso?
Respostas: Na fissura aguda a toxina tem bons resultados, porem não esta indicada na fissura crônica que eu tenho tratado com o laser.

43- Doutor tenho eliminado pequenos volumes de fezes que mancham a minha calcinha e que tem me deixado muito triste. O que pode ser e como tratar?
Resposta: O que você refere é uma incontinência anal leve. Casos como o seu eu estudo a integridade  e função dos músculos perianais através de exames específicos e especializados em proctologia.
Comentário: A incontinência anal é mas frequente em mulheres que realizaram a episiotomia, cirurgia feita na parede da vagina para a saída da cabeça da criança. Ocorre que este corte é feito com tesoura a acaba seccionando  os músculos que estão na volta do ânus, responsáveis pela continência anal.

44- Fui diagnosticada com fístula anal e me foi indicado o tratamento cirúrgico e falado sobre o risco de incontinência anal. Na sua experiência já teve casos de incontinência com essa cirurgia?
Resposta: Existem três tipos de fistula que são classificadas de acordo com a sua posição em relação ao musculo esfíncter anal, que são:
Pré-esficnteriana: Passam antes do esfíncter;
Trans-esficteriana: Passa pelo musculo
- Pós-esfincteriana: Passa atrás do esfíncter
Incontinência: O risco da incontinência existe na fístula classificada como tran-esfinteriana, porque a fistula passa através da fístula e o cirurgião acaba retirando o segmento do musculo junto. Tive casos de incontinência transitória que resolveram após trinta dias de cirurgia. Não tive caso de incontinência permanente.

45- Realizei colonoscopia que detectou um pólipo no reto que foi retirado, qual a sua orientação?
Resposta: Os pólipos resultam do crescimento das células que revestem a mucosa do intestino em determinados pontos. Ocorre que estes pólipos no inicio são tumores benignos mas com o passar do tempo se malignizam. Você então já tem uma tendência em formar esses pólipos que se forem diagnosticados e retirados precocemente não representará risco para você.
Repita uma colonoscopia a cada ano nos quatro primeiros anos.

46- Sou bissexual assumida e tenho vergonha e me sinto constrangida com uma pelinha na região anal. O senhor operou uma amiga que era semelhante, queria marcar uma consulta para resolver esta situação de vez?
Resposta: A pelinha incomoda profundamente a estética anal para as mulheres. É uma das cirurgias que eu realizo nas frequentemente. É um procedimento simples que eu faço com o laser.

47- Tenho muitos gases ao ponto de escutar os ruídos o que se torna constrangedor até em casa, vivo com a barriga estufada e as vezes tenho cólicas e diarreia. O que está acontecendo doutor?
Resposta: Você tem a Síndrome dos Intestinos Irritável que é uma afecção afetiva porque tem uma frequência aumentada nos bipolares, depressivos, ansiosos e considerada uma doença urbana e mas frequente em mulheres. A diminuição da serotonina intestinal é a principal causa da doença e a chave para o tratamento é a sua elevação que tenho conseguido com medicamento manipulado.
Orientações nutricionais e a pratica regular de exercícios físicos contribuem para a melhoram clinica da doença. Os exames radiológicos e de sangue são normais e o diagnostico na quase totalidade das pacientes eu fiz somente pela palpação do abdômen.

48- Durante muitos anos sofro de Retocolite ulcerativa, tem risco de virar um câncer?
Resposta: A retocolite é uma doença inflamatória que afeta a mucosa do reto e colón e que poderá sofrer degeneração maligna em um determinado ponto. Faça o controle pela colonoscopia e dose no sangue um marcador de tumor do intestino grosso chamado de CEA e tome os remédios direitinho para evitar reagudizacao da doença e mantenha o lado emocional o mas equilibrado possível.

49- Sou negra e gostaria de fazer a depilação perianal a laser é possível?
Resposta: Não indico pelo risco de ficarem áreas brancas perianais chamadas de leucoplasia.

50- Durante a gravidez sofri muito com as hemorroidas mas sobrevive com pomadas e banhos de acento com agua morna feitos quase que diariamente no final da gravidez  porem ficaram algumas peles que me incomodam profundamente, principalmente  pela irritação om a calcinha, o que fazer para resolver este problema?
Resposta: As peles são diagnosticadas como plicomas ou hemorroidas externas crônicas e serão resolvidas somente com a cirurgia que eu faço com o laser sob anestesia local.

51- Tenho tido com frequência herpes na região labial, o que faço para diminuir as crises?
Respostas: Evite a queda da sua resistência e use medicamentos a longo prazo contra o vírus.
Na fase das bolhas evite ter contato com outras pessoas.

52- Fui diagnosticada com fistula anal, porem tenho medo da cirurgia, posso resolver somente tomando antibióticos e antiinflamatorios?
Resposta: Os antibióticos determinam uma melhora clinica da infecção existente na fistula porem não curam a doença que é curada somente pela cirurgia.
53- Doutor tenho hérnia umbilical e fissura anal crônica, posso realizar as duas cirurgias ao mesmo tempo?
Resposta: Tenho realizado as duas cirurgias ao mesmo tempo sem problemas. Faço primeiro a cirurgia da hérnia que é classificada como limpa e depois a fissura que é classificada como contaminada.

54- A minha mãe tem 70 anos e teve muitos filhos. É uma mulher vaidosa que até pouco tempo praticava as suas caminhadas até me falar recentemente que saia uma bola pelo anus quando fica de pé ou realiza algum tipo de esforço. Consultamos um proctologista que diagnosticou como prolapso de reto e que somente a cirurgia resolveria. Estamos preocupados pela idade de não suportar a cirurgia proposta. Li no seu site sobre a cirurgia feita pelo próprio anus é possível de ser realizada na minha mãe?
Resposta: Essa técnica eu indico para as pacientes como a sua mãe. É uma técnica de simples realização, feita com anestesia local e sedação, a alta ocorre no mesmo dia e apresenta bons resultados.


55- Um incomodo e dor na virilha me levou a uma consulta medica e foi diagnosticada uma hérnia. Tenho medo da anestesia nas costas. Li no seu site que o senhor faz o procedimento com anestesia local e terei alta a seguir, é possível?
Resposta: Tenho realizado durante alguns anos a cirurgia das hérnias da parede abdominal sob anestesia local mas sedação. A alta se da após a cirurgia e o retorno as suas atividades geralmente com 7 dias.

56- A pergunta é no sentido de tirar uma duvida sobre o meu namorado. O pênis dele as vezes tem um odor não muito agradável e para não ser constrangedor peço que lave antes de qualquer relação, o que poderá ser e como resolver?
Resposta: A principal causa deste odor é o excesso de pele cobrindo a glande. Já tive pacientes que reclamaram deste odor e eu retirei a pele sob anestesia local com bom resultado em relação ao odor.

57- Eu e o meu marido apresentávamos coceira e ardor, ele ao urinar e eu na parede vaginal. Fizemos exames e recebemos o diagnosticado de Clamídia, tem cura?
Resposta: A clamídia tem sensibilidade conhecida a antibióticos facilmente comercializados. É muitas vezes difícil de ser erradicado razão pela qual para alguns casos o tempo de uso do antibiótico é amas longo como para tratar as prostatites nos homens.

58- Comecei um novo namoro e a minha namorada gosta da relação anal que eu não curto por isso nunca me interessei de ter orientações mas gostaria de telas agora, onde obte-las?
Resposta: Você poderá fazer uma busca no meu blog sobre relação anal: Ativo, complicações da relação anal, etc.

59- Tenho fissura anal diagnosticada a pouco tempo, quais os alimentos que posso ingerir e os que eu não posso?
Resposta: Os alimentos ricos em fibras insolúveis deveram ser ingeridos diariamente associados a ingestão de 2litros de líquidos. Os condimentos e o álcool deveram ser evitados.

60- Realizei uma cirurgia para hemorroida e no momento estou com dor por uma fissura anal, é possível eu ter a fissura antes de operar da hemorroida?
Resposta: A associação das duas doenças anais é possível e fácil de distinguir também antes da cirurgia porque a fissura tem a dor intensa como sintoma principal.  Já tive casos como o seu e poderá ser também a chamada fissura residual, isto é a cirurgia anterior foi a causa da fissura que você apresenta. Se for a fissura residual a causa da mesma é a cicatrização da cirurgia anterior que não aconteceu consequente a um possível estreitamento anal e a cirurgia será a única forma de tratamento. É uma cirurgia que eu já realizei e deverá ser conduzida de forma delicada e precisa com bons resultados.

61- Me encontro em uma situação desesperadora por conta de uma incontinência anal decorrente de uma episiotomia durante o parto. Queria entender e como tratar?
Resposta: Ocorre que há uma desproporção entre o tamanho da cabeça da criança que é maior que o introito ou abertura vaginal e o medico tem de cortar a parede vaginal para permitir a passagem da criança. Esse corte acaba por seccionar os músculos responsáveis pela continência anal. Casos como o seu eu primeiro identifico a anatomia muscular com exame radiológico e posteriormente realizo tratamento cirúrgico.



62- Existe o ponto G anal na mulher?
Resposta: Anatomicamente bem definido não existe nenhum ponto G. A região anal é descrita como altamente erógena por ser ricamente inervada e vascularizada que quando manipulada durante a relação de forma suave e delicada desperta sensações prazerosas para a mulher.

63- Se fizer sexo anal e depois vaginal o que devo fazer para evitar a infecção?
Resposta: A conduta mas saudável será assumir o comando e trocar a camisinha dele e se não acontecer faça uma boa higiene vaginal com antisséptico especifico para este fim.

64- O senhor aconselha o uso de pomadas  anestésicas para o sexo anal?
Resposta: Eu não oriento pela perda da sensibilidade e risco de ferimentos anais. Já tive pacientes com lesões serias provocados pela pratica da masturbação com grandes brinquedos introduzidos com o auxilio da xilocaína.

65- Tenho uma fistula anal que os médicos diagnosticaram como complexa. Queria entender o que significa e se torna a cirurgia e o pós-operatório mas difícil?
Resposta: As fistulas perianais são classificadas quanto ao numero de trajetos em:
- Simples: Somente um trajeto.
- Complexa: Mas de um trajeto.
As fistulas complexas por serem duas ou três tornam a cirurgia maior e a recuperação mas demorada. Já operei paciente com três fistulas.

66- Fui diagnosticado pelo meu proctologista com uma fistula perianal curta há 3 anos. Não tenho nenhum sintoma e somente as vezes drena pouca secreção de cor amarelada e uma dor leve. O senhor indicaria a cirurgia para o meu caso?
Resposta: Indicaria por se tratar de uma infeção em um local que tem contato com as fezes e porque somente a cirurgia poderá cura-lo.

67- Na sua clinica vocês tratam o condiloma acuminado com podofilina?
Resposta: Jamais pela imensa agressão a pele, pelo risco do comprometimento estético e improvável cura de toda o condiloma.

68- Não consigo ter a relação anal com o meu marido porque sinto uma dor intensa. Realizei um exame clinico do ânus que foi considerado normal.  Queria a sua orientação e qual a causa da dor?
Resposta: A falta de relaxamento dos músculos esfincterianos associado a uma lubrificação inadequada representam as principais causas da dor por você referida. O relaxamento anal será feito por um massageamento delicado no musculo esfíncter anal em torno de 2’ associado a uma lubrificação com lubrificante a base de água. Procure controlar a penetração no inicio da relação para evitar a angustia de um ativo apressadinho.

69- Realizei a cirurgia para retirada de uma fistula perianal classificada pelos médicos como transesfincteriana. O medico seccionou o musculo esfíncter anal e deixou um fio. Queria saber se a conduta esta correta e o porque do fio?
Resposta: A conduta está correta e o fio deverá ser secionado geralmente com 30 dias.
Comentário: O fio será para evitar que os cabinhos do musculo cortado se afastem.


70- Tenho um verdadeiro fascínio por condimentos na minha alimentação diária. Existe comprovação cientifica da relação dos condimentos com o aparecimento de hemorroidas?
Resposta: Não há nenhuma comprovação cientifica, mas é fato que as pessoas refiram ardência anal. Eu recomendo que não ingiram condimentos e nem álcool.

71- Tenho muita vontade de praticar a relação anal e o meu marido não, que atitude devo ter?
Resposta: Já tive esta situação na clinica. Acontece que tem homens que tem nojo da região anal o que torna a relação anal desprovida de prazer. Procure um sexólogo porque reverter esta situação é difícil.

72- Doutor me de uma luz. Tenho uma anemia que não consigo esclarecer. Já realizei colonoscopia que deu normal. Que exame devo fazer?
Resposta: A capsula endoscópica é o exame indicado atualmente para sangramentos que não são esclarecidos pela colonoscopia.
Dica: Leia no meu site e blog sobre a capsula endoscópica.

73-  Dr. Paulo meu nome é Rosa tenho 49 anos e sou de Minas. Estou com uma coceira no anus e não tenho relação anal, sempre que vou no banheiro  lavo o reto com a ducha! Será que isso pode estar causando essa coceira. Isso pode provocar alguma infecção ou câncer? Aguardo uma resposta.
Resposta: A lavagem por você referida poderá ser substituída por limpeza suave da pele perianal e região anal com lencinho umedecido neutro ou mesmo uma ducha suave. A irritação e depois a infecção da pele provocam a coceira referida que uma vez tratada com mudanças de hábitos e comportamentos associados a pomadas protetoras resolveram o seu problema.

Comentário: Existem pessoas que tem uma verdadeira neurose na higiene anal e acabam por retirar uma capa de gordura que isola e protege a pele da região perianal da contaminação ambienteal.

74- Dr Paulo meu nome é Eliana e após minha gravidez fiquei com plicomas. São 2 pelinhas que me incomodam muito em termos de higiene e as vezes tenho coceira intensa. Tenho uma amiga que fez a cirurgia tradicional e ficou 2 meses sofrendo e a parte estética não ficou boa. Gostaria muito de fazer esta cirurgia com o laser. Como é a recuperação? Qual o valor da consulta? Tem uma referencia de preço para esta cirurgia?
Obrigada!
Resposta: O procedimento é simples e a pele será retirada. Este procedimento o profissional tem de ter cuidado e demarcar a pele a ser retirada  para não deixar pele residual que significará falência da cirurgia.

75- Meu marido apareceu com uma pequena verruga perto da cabeça do pênis, fazem alguns meses ele diz que não sente nada ele até arrancou a ponta dela e não sentiu dor. O que poderá ser e como tratar?
Resposta: Nunca arranque nada como forma de tratamento poderá ter um sangramento importante e infecção local. A conduta correta será retirar a verruga sob anestesia local.
Comentário: Também não indico pomadas para o tratamento das verrugas  no pênis a semelhança das regiões anal e vaginal.

76- Olá dr a algum tempo eu tive um abscesso no canal do ânus e acho que voltou e sempre que vou evacuar dói muito e mesmo depois continua doendo e por um tempo já não sei o que fazer e tenho medo de voltar ao medico pois eu nunca fiz sexo anal o que pode ter ocorrido?
Resposta: O sexo anal não causa o abscesso anal referido que tem como causa as bactérias das fezes que inicialmente contaminam as glândulas anais para posteriormente formar o abscesso que drenará espontaneamente ou pelo cirurgião. Após drenar ficará um trajeto chamado de fistula que poderá fechar espontaneamente ou também ser retirada pelo cirurgião.

Comentário importante: Atualmente é um dos procedimentos que eu realizo toda semana e a diferença esta em um instrumento ou guia metálico que tornou esta cirurgia bem mais fácil de ser realizada sob anestesia local, com menos agressão  tecidual e com menos risco de incontinência.

77- Dr do nada apareceu uma pequena bolinha dura no meu ânus que eu toquei na hora de tomar banho, o que será?
Resposta: A bolinha dura referida é uma hemorroida trombosada que de inicio deverá ser tratada com pomadas e medicamentos com ação antitinflamatoria para reduzir o edema e com isso melhora da dor local. Tenha paciência porque a absorção do coagulo pelo organismo poderá ser um processo muito lento. Muitos pacientes não tem essa paciência e preferem que eu retire o trombo sob anestesia local. A cirurgia moderna do trombo consiste em retirar o trombo e o vaso doente.

78- Gostaria de saber se todas as cirurgias de hemorroida são doloridas, com muita  intensidade!! Se for, o que fazer para suporta-las?
Resposta: As cirurgias proctologicas como todas as cirurgias causa um trauma nos tecidos expressado clinicamente pela dor. A região anal é muito sensível e por ela passam fezes que distendem a cirurgia piorando a dor local. O tempo de observação me levou a ter cuidados e conduta  durante a cirurgia como diminuir a pressão do canal anal o que permite a passagem das fezes de forma menos dolorida pelo canal anal e o uso de pomadas com efeito cicatrizante maior e a escrever um guia com todas as orientações para um pós-operatório também com menos dor.

79- Estou com hemorroida trombosada depois de ter diarreia por 7 dias, já passei pomada porem não observo melhora. Não estou mas aguentando isso, tive uma gastroenterite e estou gravida de 7 meses?
Resposta: A diarreia representa uma agressão mecânica e química ao canal anal.
As hemorroidas tem uma frequência maior na gravidez pelos fatores hormonais e porque o útero aumenta a pressão da cavidade abdominal dificultando o retorno do sangue para o coração e dilatando os vasos nas pernas, ânus e pélvis. A minha conduta na gravida é a mas conservadora possível e se não resolver eu retiro o trombo sob anestesia local e se necessário associar uma sedação leve.

80- Estou com uma pequena saliência do lado do orifício anal. Só me dói um pouco se tocar com o dedo, não causa desconforto mas é estranho, o que poderá ser?
Resposta: Você poderá ter um furúnculo ou mesmo um quisto que deverá ser investigado pelo exame clinico ou exame radiológico que detectará de forma esclarecedora o tamanho e forma.
Comentário: Na minha experiência casos como o seu será melhor retirar a referida saliência por ser tratar de uma região de traumatismo intenso, tanto que é que casos como  seu teve uma frequência maior em ciclistas e em pacientes qye referiram ficarem sentados por longos períodos de tempo.




81- Estou com HPV no ânus, poderia me passar informações para realizar sessões de tratamento com o laser?
Resposta: A retirada das verrugas será feita em uma sessão com o laser e você terá de retornar para controles.

82- Estou sentindo muita ardência e queimação no ânus, dr me ajude o que deverei fazer? Obrigado.
Resposta: Casos como o seu eu faço uma analise detalhada endoscópica na parte interna do canal anal para confirmar ou afastar uma proctite infecciosa ou não e realizar um tratamento adequado. Os médicos não deverão esquecer as  inflamações dos tendões dos músculos perianais que poderão causar esta dor. O diagnostico é difícil e geralmente eu confirmo com um exame de toque sobre o ponto doloroso dos tendões. 

83- Estou evacuando fezes muito duras que me machucam ao evacuar com dor e sangramento vermelho vivo, como resolver?
Resposta: As fezes endurecidas de inicio geram uma inflamação do ânus e posteriormente uma fissura anal. Você deverá ingerir 30 gr de fibras por dia ( 30% do prato de comida) associada a ingestão d 2l de água para que as fezes sejam macias e hidratadas.

84- Dr Paulo Branco preciso de uma orientação sua. Já fiz 3 vezes a cirurgia de fistula anal e não tem dado resultado, o que faço, li sobre o uso do laser e da cola de fibrina são tratamentos viáveis. Estou no momento fazendo uso de dreno regulável mas foi diagnosticado que formou outro abscesso, o que faço, pelo jeito vou para a 4 cirurgia e queria que fosse a ultima, por favor me ajude pois preciso de uma cirurgia definitiva. Sou de Recife/PE.
Resposta: A principal causa do insucesso para a retirada das fistulas perianais é a retirada parcial das fistulas, então mude de medico porque fatalmente você irá para uma série de cirurgias. A cola eu não gosto e nem indico porque não resolve. Casos como o seu eu primeiro faço um estudo detalhado dos trajetos fistulosos para posteriormente retira-los de forma completa com o laser.

85- Dias atrás pressionei o meu cóccix e saiu uma secreção, dias depois apertei novamente e saiu novamente com um pouco de sangue por um pequeno orifício, queria saber o que está acontecendo?
Resposta: Possivelmente você tem um cisto chamado de pilonidal. Um simples exame clinico detectará o referido cisto. Se houver dúvida fazer um exame radiológico.

86- Olá! Gostaria de fazer uma pergunta! Devo passar por uma cirurgia devido a fissura anal. Após a cirurgia, qual o período que devo esperar para ter relações sexuais novamente?
Resposta: O tempo exato é muito difícil de estipular. Porem na minha experiência com os casos que operei foi em media de 30 dias. A orientação para uma lubrificação adequada e relaxamento anal obrigatório são crassos para uma relação sem dor.

87- Quero saber se o sexo anal alarga o ânus alterando a sua forma?
Resposta: O sexo anal não altera o formato anal característico pois os músculos que estão na volta do ânus garantem a plástica anal.

88- Eu fiz sexo anal e amanheci com dor e fui tomar banho e fazer a minha higiene, percebi que havia um pequeno carocinho igual a um grão de feijão e quando toco dói, o que será?
Resposta: Você tem uma trombose de um vaso hemorroidário que deverá ser tratada com medicamentos antiinflamatorios por via oral e local associada a banhos de assento. Até o desaparecimento do trombo ( coagulo) evite fazer o sexo anal.

89- Dr Paulo tenho uma duvida sobre sexo anal relacionada a higiene. Muitas pessoas, falam que para a higiene deve-se usar os enemas que se compram nas farmácias. Muitas amigas minhas falam que somente realizar as necessidades antes da relação evita qualquer constrangimento. Queria saber a sua opinião?
Resposta: Você poderá fazer com os enemas comprados em farmácia ou manipulados. Somente siga as regras de evitar a injeção de grandes volumes e muita pressão. Faça de 2 a 4 horas antes da relação.

90- Percebi que estou com perda  involuntária de gases e secreções, que exame devo fazer e qual a orientação de tratamento?
Resposta: O que você refere é uma incontinência anal e deverá fazer exames para estudar as pressões e a integridade dos músculos anais responsáveis pela continência anal. Se confirmada a incontinência existem formas de tratamento clinico para a sua forma de incontinência.

91- bom dia! Dr Paulo, estou com um problema, toda vez que eu vou evacuar, sempre sai sangue junto com as fezes, isso poderá ser o que?
Agradeço pela sua atenção e aguardo pela sua resposta.
Resposta: Possivelmente este tipo de sangramento é causado pelas hemorroidas internas.

92-          Tenho fissura anal e já tratei com as pomadas para hemorroida que vendem nas farmácias, porem não cicatriza, por que será?
Resposta: A cirurgia é a forma de tratamento para os casos de fissura que o tratamento clinico não resolveu. Para casos como o seu eu tenho feito uma técnica cirúrgica na qual eu diminuo a pressão do musculo anal responsável pela fissura por fora da abertura anal o que representa menos dor recuperação pós-operatória mas rápida.

93- Olá doutor. Tenho 28 anos e recebi o diagnostico de HPV na região anal. A medica me receitou duas pomadas, porem houve muita irritação na pele que ficou muito avermelhada. Para casos como o meu existe outra forma de tratamento?
Resposta: Não indico as pomadas exatamente pelo problema por você referido. Eu retiro as verrugas com o laser associado a medicamentos que melhoram a sua resistência ao vírus.

94- Dr Paulo gostaria de saber se uma trombose hemorroidária poderá ser tratada com o laser?
Resposta: Poderá e o medico deverá retirar o trombo e o vaso doente. Eu sempre insisto na retirada do vaso porque recebo pacientes que foi operado e o vaso não foi retirado.

95- Acho que  estou no inicio de um condiloma anal, como marcar uma consulta, consigo o mas rápido possível?
Resposta: A sua atitude em relação ao HPV está certíssima, porque o esmo deverá ser retirado o mas rápido possível. Você poderá ligar para a minha secretaria, o telefone está no sirte.

96- Tenho uma amiga que foi operada pelo senhor de fissura anal e ela me falou que o senhor realizou uma pequena incisão ao lado do ânus par baixar a pressão do musculo e o pós-operatório foi satisfatório. Doutor fui diagnosticada com fissura crônica é possível realizar a mesma técnica no meu caso?
Resposta: Essa técnica será possível fazer no seu caso, porem eu teria de examina-la.

97- Doutor gosto de praticar o sexo anal e me masturbo com brinquedos de comprimento médio a grande e de diâmetro considerável tanto vaginal quanto anal, posso ter consequências como a incontinência anal?
Resposta: Trabalho há muitos anos com o publico e a incontinência é rara. Não esqueça que o comprimento do canal vaginal está entre 9 a 14cm e do reto de aproximadamente 15cm e os brinquedos com comprimento maior poderá causar traumatismo vaginal, do colo do útero e retal.

98- A relação anal feita com grande frequência poderá alterar o formato do ânus ou da incontinência?
Resposta: Poderá ser realizado diariamente sem riscos que não altera o formato e nem da incontinência desde que feito com prazer e seguindo as regras de um bom relaxamento dos esfíncteres e de uma lubrificação adequada.

99- Já fui operada duas vezes de cisto pilonidal e nas duas cirurgias o  medico deixou a ferida aberta que demorou muito para cicatrizar o que comprometeu bastante o meu lado psicológico e social. No momento tenho dor e saída de secreção pelo mesmo local, será que estou novamente com o cisto. Qual exame devo fazer para uma confirmação e queria consulta-lo para saber sobre a técnica fechada, é possível no meu caso?
Resposta: Possivelmente você está com o cisto novamente. Eu sempre que possível fecho a ferida o que gera uma recuperação muito melhor na minha experiência. Casos como o seu eu faço um estudo detalhado para o mapeamento do cisto e posterior cirurgia.

100- Tenho relações com mulheres e queria saber como faço para poder diminuir os riscos de contrair uma DST?


Resposta: Se você usa brinquedos para apimentar a relação, tenha os mesmos cuidados que teria com o pênis em relação as DST. Use camisinha e lave com água e sabão principalmente se realizar a relação vaginal e anal. Mantenha o Papanicolau em dia. Se praticar o anilingus procure conhecer bem a parceira.